Voluntários de voo simulado a Marte descem no planeta vermelho

Astronautas conduziram experimentos científicos e colocaram bandeiras na superfície simulada do planeta

estadão.com.br com AP,

14 Fevereiro 2011 | 10h16

 

MOSCOU - Após 257 dias em uma cápsula de aço selada, pesquisadores em uma viagem simulada a Marte finalmente saíram de sua nave em pesados trajes espaciais para uma caminhada pela superfície do planeta vermelho: uma sala coberta de areia onde eles colocaram bandeiras para marcar sua chegada. Até o momento, apenas dois dos pesquisadores deram seus primeiros passos na areia que simula Marte.

 

Veja também:

link Sonda da Nasa mostra que dunas de Marte se movimentam

link Acompanhe a missão Mars 500

 

A tripulação de três russos, um francês, um italo-colombiano e um chinês do projeto Mars500 entrou no centro de pesquisa em Moscou para simular o voo de 520 dias para o planeta em junho do ano passado e ver como lidariam com as condições restritas de isolamento da viagem espacial - menos a gravidade zero.

 

Os participantes usaram trajes de 30 quilos para fazer a "caminhada espacial" e colocaram bandeiras da Rússia, China e da Agência Espacial Europeia na "superfície do planeta vermelho". Os cosmonautas também conduziram experimentos científicos falsos. Depois dessa experiência, eles farão mais duas "caminhadas espaciais" pelo simulador em duplas.

 

"Todos os sistemas parecem estar funcionando normalmente. A equipe está se sentindo bem", disse Vitaly Davydov, chefe da agência espacial russa, Roscosmos.

 

Mais conteúdo sobre:
marte mars500

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.