Wilton Junior / Estadão
Wilton Junior / Estadão

Witzel prorroga a quarentena no Rio de Janeiro até o dia 30 de abril

Avaliação do governador é de que o cenário ainda é de emergência, por causa do número crescente de casos de coronavírus

Fernanda Nunes, O Estado de S.Paulo

13 de abril de 2020 | 20h06

RIO - O governador do Rio, Wilson Witzel (PSC), prorrogou até o dia 30 deste mês a validade de uma série de medidas restritivas que a população fluminense deve acatar no enfrentamento do novo coronavírus. A avaliação é de que o cenário ainda é de emergência, por causa do número crescente de casos da covid-19

Entre as medidas que vão ser mantidas estão o fechamento de escolas, creches e faculdades públicas e privadas e a suspensão de qualquer tipo de evento. Também os cinemas e teatros vão permanecer fechados, assim como os espaços de lazer e comércio, com exceção daqueles que prestam serviços essenciais, desde que obedeçam medidas de segurança, como a de evitar aglomerações.

 

A população continua proibida de frequentar praias, rios, lagoas e clubes. E a maior parte das compras deve permanecer sendo feitas pelo sistema de entrega em casa. "Em caso de descumprimento das medidas previstas, as autoridades competentes deverão apurar as eventuais práticas de infrações administrativas e crimes previstos", informou o governo do Rio, em nota à imprensa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.