Pixabay
Pixabay

Yanomami de 15 anos é internado em estado grave com coronavírus

Ele deu entrada no hospital com quadro de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e seu primeiro teste para coronavírus deu negativo; o segundo, no entanto, confirmou a contaminação

Cyneida Correia, Especial para o Estado

08 de abril de 2020 | 17h11

BOA VISTA - Um estudante indígena de 15 anos está em estado grave na Unidade de Tratamento Intensivo do Hospital Geral de Roraima com coronavírus. Ele deu entrada no hospital com quadro de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e seu primeiro teste para coronavírus deu negativo. O segundo, no entanto, confirmou a contaminação.

O estudante Alvanei Xirixama mora na aldeia Rehebe às margens do rio Urariquera, município de Alto Alegre, e estudava na cidade, vivendo na casa de uma liderança. Com o avanço da epidemia no estado e a suspensão das aulas, ele teria voltado para a aldeia de origem, mas se sentiu mal e foi encaminhado para o hospital.

Cinco profissionais de saúde que tiveram contato direto com o indígena contaminado já se encontram em isolamento social. Após a confirmação do caso, o prefeito do município de Alto Alegre, Pedro Henrique Machado, fechou as entradas da cidade com barreiras sanitárias.

“O menino ficou na Casai - a Casa do Índio - e fizemos todo o monitoramento da entrada e saída dele do Hospital Geral. Aqui no município mesmo ele deu entrada no dia 17 passado se queixando de dores na nuca e de cabeça. E na casa onde estava tem muitos idosos e ninguém apresentou sintomas. Todos ficaram em isolamento por mais de 15 dias e tudo indica que ele se contaminou no hospital em Boa Vista”.

A Secretaria de Saúde (Sesau), por meio do Hospital Geral de Roraima (HGR), informou que o paciente permanece na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e que informações sobre sua situação podem ser fornecidas apenas com autorização dos familiares.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.