Zâmbia sofre com surto de cólera; 120 pessoas morrem na capital

Zâmbia sofre com surto de cólera; 120 pessoas morrem na capital

Recentes enchentes em Lusaka podem piorar a situação da epidemia nas próximas semanas

Efe

09 Abril 2010 | 14h16

A capital da Zâmbia, Lusaka, sofre o pior surto de cólera registrado no país em mais de uma década, com pelo menos 4.500 casos e mais de 120 mortos nas últimas cinco semanas, informou nesta sexta-feira, 9, a organização Médicos Sem Fronteiras (MSF) em comunicado.

Na nota, o chefe da missão da MSF na Zâmbia, Luke Arend, aponta que o pior período do surto até agora foi a semana passada, com 1.054 tratados, "o recorde na última década".

Apesar da esperança de que a epidemia retrocedesse, as recentes enchentes em Lusaka podem piorar a situação nas próximas semanas, diz a MSF em sua nota.

A MSF tem três centros de tratamento de cólera com 567 leitos em diferentes bairros de Lusaka. A entidade também apoia 17 unidades menores para tentar conter a expansão da doença e trabalha na prevenção da epidemia, fornecendo 500 mil litros de água clorada ao dia em diversos pontos da cidade.

Mais conteúdo sobre:
colera surto Zambia mortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.