Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Mais de 20 milhões de pessoas ainda não se vacinaram contra a gripe no Brasil

Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza encerra no dia 30 de junho e, até o momento, foram vacinados 84% do público-alvo. Meta do Ministério da Saúde é de 90%

Redação, O Estado de S.Paulo

23 de junho de 2020 | 05h00

O Ministério da Saúde informou que 20,8 milhões de pessoas ainda não se vacinaram contra a gripe no Brasil. A Campanha Nacional de Vacinação termina no dia 30 de junho e, até o momento, foram vacinados 84% do público-alvo, cerca de 58 milhões de pessoas. A meta do ministério é chegar a 90%.

O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Arnaldo Correia de Medeiros, reforçou que a vacinação contra a influenza não tem eficácia para o novo coronavírus. A vacina da gripe protege contra os três subtipos do vírus influenza que mais circularam no último ano no Hemisfério Sul, de acordo com determinação da Organização Mundial da Saúde (OMS). 

“A vacina contra influenza não tem eficácia contra o coronavírus, porém, neste momento, irá auxiliar os profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico para a Covid-19, já que os sintomas são parecidos. E, ainda, ajuda a reduzir a procura por serviços de saúde. É fundamental que as pessoas que fazem parte dos grupos de risco, que ainda não se vacinaram, procurem os postos de saúde”, afirmou.

A Campanha Nacional teve início no dia 11 de março. O público-alvo é formado por Idosos com 60 anos ou mais de idade, trabalhadores da saúde, membros das forças de segurança e salvamento, pessoas com doenças crônicas ou condições clínicas especiais, caminhoneiros, motoristas e cobradores de transporte coletivo, trabalhadores portuários, povos indígenas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional, pessoas com deficiência, professores de escolas públicas e privadas, crianças de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes, puérperas (pós-parto até 45 dias) e pessoas de 55 a 59 anos de idade.

SERVIÇO

Local: vacinas são distribuídas em unidades de saúde para o público-alvo.

O que é: vacina influenza trivalente, que protege contra os três subtipos do vírus que mais circularam no último ano. Não tem eficácia para o coronavírus.

Término: dia 30 de junho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.