Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Leonardo Benassatto/Reuters
Leonardo Benassatto/Reuters

Anvisa autoriza início de aplicação da Butanvac em voluntários

Decisão foi tomada após reunião entre equipe técnica da Anvisa e Instituto Butantan, que apresentou os dados pendentes para que testes da vacina comecem a ser aplicados em voluntários

Ítalo Lo Re, O Estado de S.Paulo

07 de julho de 2021 | 21h02

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou nesta quarta-feira, 7, o início da vacinação de voluntários do estudo clínico da Butanvac, vacina com produção 100% brasileira. A decisão foi tomada após reunião entre a equipe técnica da Anvisa e o Instituto Butantan, que apresentou os dados pendentes para o início da aplicação de testes em voluntários.

A pesquisa clínica da Butanvac já havia sido aprovada pela Anvisa há cerca de um mês, no dia 9 de junho. Porém, o início da aplicação em voluntários ainda dependia da resolução de informações pendentes sobre os dados gerados pelo Butantan relativos à inativação do vírus.

Nesta quarta-feira, essas informações foram apresentadas e a equipe técnica da Anvisa considerou os dados suficientes para que os testes em voluntários comecem a ser realizados.

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, chegou a avaliar como "preciosismo" a exigência feita pela Anvisa de realização de teste adicional para que a vacina da Butanvac inicie a testagem em humanos. "Neste momento, o que nós temos que ter é realmente obter essa autorização para aplicação da vacina", declarou Covas no final de junho.

O Butantan, além disso, deu indícios de que pretende encurtar o tempo de testes da Butanvac. Para isso, deve pedir o uso emergencial do imunizante sem os resultados clássicos de eficácia – obtidos na fase 3 da pesquisa, com base em dados de infecções e hospitalizações de participantes do estudo. A Anvisa, porém, ainda vê falta de consenso sobre o novo método.

A aplicação experimental da Butanvac será conduzida por meio das fases clínicas 1 e 2 e será dividida em três etapas: A, B e C. No momento, está autorizada apenas a realização da etapa A.

O Butantan vai começar os ensaios clínicos da nova vacina contra a covid-19 usando grupos que receberão placebo. Na primeira etapa dos estudos com humanos, serão convocados 418 voluntários. O requisito é ter mais de 18 anos, não ter tomado a vacina da covid, nem ter sido infectado. Serão selecionados preferencialmente voluntários em Ribeirão Preto (SP). 

Isso porque a previsão é que o estudo seja realizado no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP) e no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (HCFMRP).

Saiba como ser voluntário dos testes clínicos da Butanvac.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.