DANIEL TEIXEIRA/ESTADAO
DANIEL TEIXEIRA/ESTADAO

Banco aprova linha de crédito de US$ 300 mi para ações emergenciais contra o coronavírus

Objetivo é atender de maneira ágil e oportuna as emergências que possam se apresentar, explica o CAF. Brasil tem dois casos, e Argentina e Chile, um cada

Redação, O Estado de S.Paulo

04 de março de 2020 | 09h00

SÃO PAULO - O Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) divulgou nesta terça-feira, 3, que aprovou utilização de uma linha de crédito de US$ 300 milhões para “atender de maneira ágil e oportuna as emergências que possam se apresentar aos seus países acionistas por conta do coronavírus”. 

A instituição acrescentou que foi aprovada também a possibilidade de outorgar cooperação técnica não reembolsável de até US$ 5 milhões “para iniciativas relacionadas com a atual conjuntura relacionada ao vírus”. 

“O CAF apoia seus países acionistas na atenção e prevenção de emergências e desastres naturais por meio de facilidades de financiamento e de recursos não reembolsáveis, como é o caso das aprovações feitas nos últimos anos em favor de Paraguai, Bolívia, Brasil, Argentina e Uruguai”, afirmou, segundo nota divulgada pelo banco, Luiz Carranza, presidente-executivo.

O objetivo desta nova linha de crédito, disse ele, é agilizar “a aprovação de operações para a atenção imediata que permita resguardar a saúde da população e atender de maneira oportuna as eventualidades que se possam apresentar”.  

No continente, o Brasil tem dois casos confirmados da doença, ambos na cidade de São Paulo. O País adota medidas preventivas para evitar o avanço do vírus e já monitora passageiros vindos de 27 países. Nesta terça, a Argentina e o Chile confirmaram seus primeiros casos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.