AP Photo/Matt York
AP Photo/Matt York

De suspensão de aulas a fechamento de espaços, o que os Estados fazem contra o coronavírus

Em SP e no Rio, onde já há transmissão comunitária da doença, escolas terão aulas suspensas e museus, cinemas e teatros também devem parar

Redação, O Estado de S.Paulo

16 de março de 2020 | 11h12

O avanço do novo coronavírus continua a impactar a rotina dos brasileiros. Com 200 casos confirmados em 14 Estados e o Distrito Federal - a maioria em São Paulo -, as medidas restritivas já se ampliam para escolas, estabalecimentos públicos, empresas e locais de lazer. O vírus que surgiu na China no fim do ano passado já chegou a mais de 120 países, registra mais de 142 mil infectados e 5 mil mortes, segundo a Organização Mundial da Saúde, que declarou a situação como pandemia.

São Paulo 

Em São Paulo, as aulas em escolas públicas e particulares iniciam nesta segunda a suspensão gradual de suas aulas, conforme determinação do governo na semana passada. A partir do dia 23, elas devem ser totalmente fechadas. Esta semana é de adaptação. A Universidade de São Paulo (USP) e a Universidade Estadual Paulista (Unesp) vão suspender as aulas a partir de terça. A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) havia adotado a medida desde a semana passada. A Unifesp determinou a suspensão das aulas nesta segunda. 

O governo de São Paulo anunciou ainda que, na terça, funcionários públicos estaduais com mais de 60 anos, com exceção das áreas de segurança pública e saúde, deverão trabalhar de suas casas. Também a partir do dia 17, museus, bibliotecas, teatros e centros culturais do Estado ficarão fechados por 30 dias. Os 153 centros de convivência do idoso ficarão fechados por 60 dias. 

Também houve recomendação para que locais de entretenimento privado como teatros e cinemas sejam fechados por até 30 dias. Na tarde desta segunda, o governo deve anunciar novas medidas.

Rio 

No Rio, o governo do Estado informou que alunos de escolas estaduais terão 15 dias das férias escolares antecipados a partir desta segunda. As aulas da rede municipal de ensino também estão suspensas. As escolas só vão ser abertas das 11h às 13h, para servir almoço aos alunos. Isso porque muitas crianças, principalmente as mais pobres, dependem da refeição oferecida pelos colégios.

O governo local recomendou o cancelamento de eventos esportivos, shows, feiras, eventos científicos, comícios e passeatas em locais abertos ou fechados. Em todas as repartições públicas do Estado, haverá redução de atendimento ao público para evitar aglomeração.

Espírito Santo

Nesta segunda, o governo do Espírito Santo decretou estado de emergência em decorrência do coronavírus. Com o decreto, o Estado poderá "estabelecer isolamento; quarentena; exames médicos; testes laboratoriais; coleta de amostras clínicas; vacinação e outras medidas profiláticas; tratamentos médicos específicos; estudo ou investigação epidemiológica; exumação, necropsia, cremação e manejo de cadáver; e campanha de comunicação para utilidade pública. 

Distrito Federal 

No Distrito Federal, os espaços culturais tiveram funcionamento suspenso após decreto na última semana. A Companhia Energética de Brasília informou que não faria atendimentos pessoais. Aulas de escolas das redes pública, privada e do ensino superior também estão suspensas por 15 dias. 

Rio Grande do Sul

As aulas em toda a rede estadual de ensino estão suspensas a partir desta quinta-feira, 19. O governador do Estado, Eduardo Leite (PSDB), recomendou que a rede privada também suspenda as aulas.

O governo do RS também determinou teletrabalho aos servidores com mais de 65 anos, com doenças crônicas e às servidoras grávidas. Funcionários de órgãos da saúde, segurança e de áreas de atenção especial, como a Fundação de Atendimento Sócio-Eduativo (Fase), são exceção. Também está suspenso o recadastramento de servidores aposentados e pensionistas.

Na capital do Estado, o prefeito Nelson Marchezan Jr suspendeu as aulas do ensino fundamental na rede municipal. As classes serão mantidas no ensino infantil, mas a Prefeitura de Porto Alegre recomenda que os pais não levem as crianças à escola.

Marchezan também determinou que os funcionários públicos com mais de 60 anos devem entrar em regime de teletrabalho a partir desta segunda-feira, 16. A determinação não é válida para servidores que trabalham com serviços essenciais da cidade. Todas as viagens de servidores públicos para fora de Porto Alegre deverão ter a autorização expressa do Gabinete do Prefeito e da Secretaria de Saúde de Porto Alegre.

Bahia

O governo do Estado e a Prefeitura Municipal de Salvador publicaram um decreto com regras de higienização especial no transporte público. A medida tem como objetivo intensificar a prevenção contra o coronavírus nos ônibus urbanos, metropolitanos, intermunicipais, interestaduais, metrô, trens, ferry boat e lanchas que fazem a travessia Salvador/Mar Grande.

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), anunciou nesta segunda-feira, 16, a suspensão das aulas nas redes municipal e privada de ensino, além do fechamento de academias de ginástica e de cinemas. A medida emergencial para conter o avanço do coronavírus começa a valer nesta quarta-feira, 18, e dura 15 dias. "Se precisar estender, estenderemos", afirmou Neto.

A medida também determina o fechamento dos parques públicos a partir desta quarta-feira por tempo indeterminado. As férias e licenças de profissionais da Saúde, Guarda Civil Municipal, Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre), Defesa Civil e Gabinete do Prefeito estão suspensas. Servidores acima de 65 anos que não desenvolvem atividades essenciais e estratégicas deverão fazer trabalho remoto.

A determinação da Prefeitura ainda diz que as inaugurações serão feitas sem a presença do público. Está suspenso também o recadastramento para aposentados e pensionistas.

Para Entender

Coronavírus: veja o que já se sabe sobre a doença

Doença está deixando vítimas na Ásia e já foi diagnosticada em outros continentes; Organização Mundial da Saúde está em alerta para evitar epidemia

Receba no seu email as principais notícias do dia sobre o coronavírus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.