HÉLVIO ROMERO/ESTADÃO
HÉLVIO ROMERO/ESTADÃO

Coronavírus já atinge cinco países da América do Sul

De acordo com os ministérios da Saúde dos países, 30 pessoas estão infectadas na região; Brasil e Equador têm transmissão local do vírus

Mariana Hallal, O Estado de S.Paulo

06 de março de 2020 | 14h59

SÃO PAULO - O número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus na América do Sul chegou a 30 nesta sexta-feira, 6. Argentina, Brasil, Chile, Equador e Peru registraram casos do vírus, segundo informado pelos ministérios da Saúde desses países. O Covid-19 não fez nenhuma vítima fatal na região e há apenas uma paciente internada em estado grave.

O país com o maior número de casos é o Equador, com 13 infectados. A primeira paciente, de 71 anos, contraiu o vírus em uma viagem à Espanha. Ela está internada em uma unidade de tratamento intensivo e seu estado é grave. De acordo com o Ministério da Saúde do país, a idosa transmitiu a doença a 12 pessoas do seu núcleo familiar. Esses pacientes apresentam sintomas leves e estão em isolamento domiciliar. 

No Brasil, o Ministério da Saúde confirmou o nono caso na manhã desta sexta-feira. A paciente é uma mulher de 34 anos que reside em Feira de Santana, na Bahia. Ela retornou da Itália em 25 de fevereiro. Há também seis infectados no estado de São Paulo, uma no Rio de Janeiro e uma no Espírito Santo.

Assim como no Equador, já há transmissão local do coronavírus no Brasil. Uma mulher foi infectada depois de ter contato com o primeiro paciente brasileiro da doença. Na sequência, ela transmitiu o vírus a outra mulher. Ambas moram no estado de São Paulo.

O Chile registrou cinco casos do coronavírus, todos importados. Os dois primeiros pacientes são um casal que viajou, em fevereiro, a cinco países da Ásia e da Europa (Cingapura, Indonésia, Malásia, Ilhas Maldivas e Espanha). Eles estavam em lua de mel. 

O terceiro e o quinto confirmados são duas pessoas de 56 e 58 anos. Eles viajaram juntos à Europa, com passagem pelo norte da Itália. O quarto caso é uma pessoa de 40 anos que também viajou ao país. Todos os pacientes chilenos apresentam boas condições de saúde e estão internados em casa.

A Argentina confirmou seu primeiro caso de coronavírus na última terça-feira, 3. O paciente é um homem de 43 anos que esteve na Itália e na Espanha no final de fevereiro. O segundo foi divulgado na quinta-feira e refere-se a um homem de 23 anos. Ele viajou ao norte da Itália e retornou à Argentina no dia 1º de março. Dois dias depois, manifestou sintomas da doença e procurou atendimento médico. 

O primeiro caso no Peru foi confirmado nesta sexta-feira, 6. Trata-se de um homem de 25 anos que esteve recentemente na Espanha, França e República Tcheca. A ministra da Saúde do país, Elizabeth Hinostroza, afirmou que o paciente está em isolamento domiciliar e o quadro dele é estável.

Medidas

O governo do Equador anunciou nesta quinta-feira, 5, que os passageiros de voos e conexões internacionais deverão entregar um Formulário de Declaração de Saúde do Viajante ao ingressar no país. O procedimento é obrigatório e passa a valer no próximo dia 10. O governo afirma que essa é uma forma de prevenção ao Covid-19. 

Os passageiros irão preencher dados como nacionalidade, país de procedência, data de chegada, lugares visitados nos últimos 21 dias, números de contato, endereço do hotel ou residencial, entre outros. O documento será dado aos viajantes dentro da aeronave e, ao chegar no Equador, deve ser entregue aos funcionários do Ministério da Saúde Pública localizados na área de desembarque.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.